"Beleza, cultura, esporte, lazer, moda, negócios, e muito mais..."
Revista Destaque News
Instagram da Revista Destaque

Ministério Público recomenda à prefeito que decrete lockdown em Prudente
Promotor sugere um tempo de pelo menos 15 dias

Publicado em 07/06/2021
compartilhe esta notícia:

Ministério

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP), através do promotor Marcelo Creste, recomendou a prefeitura de Presidente Prudente que hoje está sob o comando do prefeito Ed Thomas (PSB) que emita um decreto de lockdown no município por pelo menos 15 dias. 

Segundo o promotor, seria pela atual situação da região em relação a pandemia de Covid-19.  

“Pelo presente, recomendo a vossa excelência que seja decretado verdadeiro lockdown no município de Presidente Prudente por pelo menos 15 dias, atingindo não só atividades não essenciais, mas também as atividades essenciais, ainda que com menor grau de restrição, tal como feito em Portugal e na Inglaterra”, declarou o promotor.

Números não retratam realidade

O promotor aponta que há tempos o Departamento Regional de Saúde 11 (DRS 11) apresenta taxa de ocupação regional de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid muito acima de 90% e indica informações do Censo Covid desta segunda-feira, com dados compilados até este domingo (6).

Segundo o ofício, o DRS de Presidente Prudente possui 161 leitos de UTI Covid, sendo que 156 deles já estão ocupados, o que representa uma ocupação de 96,9%.

“Embora aponte taxa de ocupação regional de leito UTI Covid de 96,9%, esse número na verdade é bem superior e não retrata a realidade”, afirmou Creste.

 

O promotor cita no documento que a quantidade real de leito UTI Covid do Hospital Regional de Presidente Prudente é 40, mas, atualmente, está com 45 pessoas internadas em UTI. Isso indica na verdade uma taxa de ocupação de 112,5%, segundo a recomendação.

 

Creste diz ainda que, igualmente, a quantidade real de leito UTI Covid da Santa Casa de Presidente Prudente é 30, mas está com 36 pessoas internadas, o que representa taxa real de ocupação de 120%.

 

Na rede privada, o Hospital Iamada tem 11 pessoas internadas em leito UTI Covid, mas a quantidade real de leitos é 10. Isso implica taxa real de ocupação de 110%.

 

O representante do MPE também afirma que ao se analisar a situação dos leitos de suporte ventilatório da região, verifica-se que a situação é ainda mais grave. Eis a situação atual, considerando o Censo Covid de 07/06/2021

 

Conforme o Censo Covid desta segunda-feira, o DRS de Presidente Prudente tem 23 leitos de suporte ventilatório para Covid-19, sendo que 19 estão ocupados, o que representa uma taxa de 82,6% de ocupação.

 

"A Prefeitura de Presidente Prudente informa que irá analisar o teor da recomendação do MP, em conjunto com os membros do grupo executivo de trabalho e enfrentamento à covid-19. Também serão convidados representantes de diversos segmentos da sociedade civil para contribuir com as discussões, já que se trata de um tema de interesse de toda a sociedade".

 

 

 


Fonte: Secretaria de Comunicação Presidente Prudente - Foto Marcos Sanches

<< voltar