"Beleza, cultura, esporte, lazer, moda, negócios, e muito mais..."
Revista Destaque News
Instagram da Revista Destaque

Obras no acesso ao CDP de Caiuá exigem atenção de motorista
Regularização de acesso na SPA 634/270 vai mobilizar Operação Pare e Siga a partir desta terça-feira, 24

Publicado em 23/09/2019
compartilhe esta notícia:

Obras

 No período de 24 a 27 de setembro,  das 7h30 às 17h30, a  CART – Concessionária Auto Raposo Tavares, uma empresa do grupo Invepar, irá interditar parcialmente a SPA 634/270, acesso ao município de Caiuá, para que o CDP (Centro de Detenções Provisórias) realize melhorias no acesso sob sua responsabilidade.

 

 

“O local estará devidamente sinalizado para a segurança do motorista. A orientação aos usuários que passarem pelo trecho é reduzir a velocidade, manter a distância de segurança do veículo à frente e não parar sobre a pista para observar as equipes em serviço, pois a atitude aumenta o risco de acidentes, principalmente de colisão traseira”, afirma Luis Santos, gerente de Operações da CART.

 

Para garantir a segurança no trânsito e das equipes de obras, o trânsito irá operar no Sistema Pare e Siga, ou seja, o trânsito no local fluirá somente em uma das faixas que estará devidamente sinalizada com placas de advertência e regulamentação, bem como utilização de homens bandeira.

 

Sobre a CART

A CART, uma empresa do grupo Invepar, administra as rodovias SP-225 - João Baptista Cabral Rennó, SP-327 - Orlando Quagliato e SP-270 - Raposo Tavares, no total de 834 quilômetros entre Presidente Epitácio e Bauru, sendo 444 no eixo principal e 390 quilômetros de vicinais. Em 2019, a empresa ganhou a 1ª colocação na categoria Segurança Rodoviária e está entre as 10 melhores Concessionárias de Rodovias do Estado de SP, de acordo com o ranking divulgado pela ARTESP - Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo, órgão que regulamenta e fiscaliza o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo. As rodovias da CART contribuem para a expansão do comércio, indústria, do agronegócio, do turismo e da prestação de serviços nos municípios cortados pelo Corredor Raposo Tavares. Monitorada e 100% duplicada, a concessão confere segurança e agilidade no trânsito de cargas, conectando o Oeste Paulista com os principais pontos de escoamento da produção do Brasil.


Fonte: Lettera Comunicação

<< voltar