"Beleza, cultura, esporte, lazer, moda, negócios, e muito mais..."
Revista Destaque News
Instagram da Revista Destaque

Medicina tem eficiente atuação em saúde visual do escolar
Testes de acuidade aplicados pelos universitários superam em 85% as constatações clínicas para uso de óculos

Publicado em 04/06/2019
compartilhe esta notícia:

Medicina

 Com o fechamento da aplicação de testes de acuidade neste semestre, a coordenação do Programa Saúde Visual do Escolar apresenta balanço geral com os números de atendimentos, exames clínicos e uso de óculos. Comparativo de números consolidados mostra significativo avanço na eficiência dos serviços prestados por estudantes da Faculdade de Medicina de Presidente Prudente (Famepp), da Unoeste.

No primeiro ano, que foi 2010, mediante testes houve encaminhamento de 537 alunos para consultas no Banco de Olhos da Santa Casa, dos quais 70 passaram a usar óculos, o que representou 13%.  Em 2018, foram encaminhados 319 e destes 273 precisaram de óculos, ou seja: 85,57%. A atual coordenadora do programa pela Famepp, professora Elenice Morini, entende que os ajustes no decorrer dos anos estão fazendo a diferença.

A prática reiterada de preparação e o acompanhamento dos universitários levaram ao aprimoramento na orientação do protocolo de como os universitários devem proceder em cada detalhe do atendimento; na atuação dos professores junto aos estudantes e na maior aproximação com os diretores das escolas, através de reuniões para expor a importância do programa visando o bem-estar dos escolares.

Também existem outros fatores que influenciaram no avanço do programa, de tal forma que os méritos são compartilhados entre todos os envolvidos na iniciativa do Lions Clube, que começou com o Cinquentenário e passou para o Centenário, tendo como principais parceiros a Santa Casa, através do Banco de Olhos “Maria Sesti Barbosa”, e a Unoeste, por intermédio da Famepp.

 Este ano

Agora em 2019, o atendimento foi prestado para 1421 alunos em 14 das 26 escolas estaduais contempladas pelo programa. São 241 que foram encaminhados para consultas, que prosseguem até o final deste mês, de tal forma que os números deste semestre ainda não estão consolidados. Ainda assim, em termos de percentuais de consultas em relação aos atendimentos os percentuais são praticamente os mesmos.

De 2010 ao primeiro semestre de 2019, foram 22.250 atendimentos com 3.769 alunos para exames clínicos, ou seja: 16,93%.  Porém, extraindo os números parciais de 2019, o percentual é de 16,95%, conforme dados do relatório assinado pelo presidente do Banco de Olhos, Irineu Sesti Filho, juntamente com o diretor técnico Dr. Edson Rikio Fudo, a assistente social Fátima Rota e a enfermeira Daiane Graciela Hilário da Silva.

O programa beneficia alunos do sexto ano, quando estão chegando às escolas estaduais em Prudente, depois de terem passado pela Rede Municipal de Ensino, que também é parceira e se incumbe de aplicar o teste de acuidade no primeiro ano. Assim sendo, um mesmo aluno é atendido duas vezes: uma no primeiro e outra no segundo ciclo do ensino fundamental. Este ano, o programa terá continuidade no segundo semestre.


Fonte: Assessoria de Imprensa Unoeste - Foto: João Paulo Barbosa

<< voltar