"Beleza, cultura, esporte, lazer, moda, negócios, e muito mais..."
Revista Destaque News
Instagram da Revista Destaque

Novas praças de pedágio devem ser instaladas no Oeste Paulista
No total são seis

Publicado em 19/02/2019
compartilhe esta notícia:

Novas

 O Governo de SP lançou a primeira concessão rodoviária da atual gestão do Governador João Dória. Serão mais de 1200 km em 62 municípios com pedágios. Aqui na região vão ser seis praças a serem instaladas.

Confira:

SP – 434 Entre Indiana e Martinópolis

Rodovia Assis Chateaubriand

SP – 425 / km 400 – Martinópolis

SP – 248 – Rodovia Homero Severo Lins

KM 532 Rancharia

SP – 294 – Comandante João Ribeiro de Barros

KM 670 Santa Mercedes

KM 665 Tupi Paulista

KM 598 Lucélia

Lembrando que ainda vai haver audiência pública marcada para o dia 12 de março em Osvaldo Cruz. Após ouvir a população, vai ter licitação e a empresa que vencer começa os trabalhos entre dezembro a janeiro.

O novo lote, entre Piracicaba e Panorama, é composto pela malha de 218 quilômetros atualmente operada pela concessionária Centrovias, do Grupo Arteris, cujo contrato vence este ano, além de 983 quilômetros operados pelo DER-SP que passarão a receber todas as modernizações do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo. Serão beneficiados trechos das rodovias SP-304, SP-308, SP-191, SP-197, SP-310, SP-225, SP-261, SP-293, SP-331, SP-294, SP-284 e SP-425. 

Inovações

A concessionária equipará as rodovias com Wi-fi dedicado (rede de dados sem fio) ao longo de toda a malha a fim de levar ao usuário informações sobre o sistema, atualizando-o, por exemplo, sobre a situação do trânsito, além de possibilitar o acionamento de socorro médico e mecânico. As rodovias serão totalmente monitoradas por câmeras inteligentes e haverá pesagem em movimento para a fiscalização de veículos.

Reforçando o foco do Governo do Estado de São Paulo na segurança das rodovias estaduais, a concessão será a primeira do país a contar com a metodologia iRAP (Programa Internacional de Avaliação de Rodovias), que tem como objetivo permitir que vias sejam projetadas para limitar a probabilidade de acidentes, assim como minimizar a gravidade das ocorrências. A metodologia já foi aplicada com sucesso em mais de 80 países, em mais de 1 milhão de quilômetros de estradas. 


Fonte: Artesp - Agência de Transporte do Estado de São Paulo

<< voltar